terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Artigo de Opinião: Época natalícia – Depressão ou alegria?

Chegada a altura natalícia há quem se lembre cada vez mais da família e dos bons momentos passados. Mas, será que esta é a realidade? Será que toda a gente pensa desta forma?
Pois bem, cada dia é menos comum a época natalícia ser época de felicidade. Para muitos não passa apenas de mais um dia, de mais uma época ou até mesmo de uma grande tristeza.
São muitos os que passam esta noite sozinhos a chorar a perda dos entre queridos, os que a passam ao frio na rua sem sequer ter o que comer e muitos esquecidos pela própria família. Enquanto andam milhares e milhares de pessoas no centro comercial à procura do melhor presente para oferecer sem parar um minuto sequer para pensar nestes casos.
De que vale a pena andarmos um ano inteiro a falar de crise, para no espaço de um mês se gastar em presentes o que se poupou em comida durante um ano inteiro? Será que de facto existe mesmo crise, ou será que a crise existe apenas para alguns sectores? Poupamos e lamentamo-nos um ano inteiro para nesta altura temos tudo do bom e do melhor, para quê?
Este foi o tema que despertou também interesse para um Vox Pop, de trabalho de grupo, no âmbito da disciplina de cibercultura e aí foi a prova viva de que as pessoas já não apreciam a “magia” do natal, não há felicidade no resto nem nas palavras, respondem com grande tristeza, dizendo, “a tradição já não é o que era”; “agora só se dá valor aos presentes”. Será que o povo português está cada vez mais desunido? Onde é que ficam os valores da família?
Ninguém consegue responder a estas questões.
Como se já não bastasse as Câmaras municipais deixam de patrocinar os efeitos de natal pelas ruas da cidade, afirmando que é para redução de custos
Para muitos esta medida é muito bem vista, para outros, um absurdo.
Mas nem tudo são más notícias e ainda bem que ainda há pessoas que se preocupam com o bem-estar dos outros e se lembram que há pessoas que estão sozinhas nesta altura do ano e lhes proporcionam uma noite em família reunindo-as a todas como uma espécie de família, exemplo desta situação é a Junta de Freguesia de S. Bartolomeu, que está a organizar um jantar de natal para reformados e pessoas carenciadas.  
Estará o Natal a deixar de ser a época tão importante que era em tempos e começa a torna-se apenas uma data como todas as outras do calendário?

Por: Andreia Santos
Grupo 7

Sem comentários:

Enviar um comentário