segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Um exemplo de Ecletismo e Perseverança

Francisco Pinto Balsemão, filho de Henrique Patrício Balsemão e Maria de Castro Pereira, nasceu em Lisboa, a 1 de Setembro de 1937. Foi, e é ainda, um distinto exemplo no mundo empresarial, político e social Português.
Cursou direito na Faculdade de Direito de Lisboa, mas cedo mostrou grande interesse pela área do jornalismo, passando pela revista Mais Alto, e tendo cargos de relevância no Diário Popular, entre 1963 e 1965, sendo secretário de direcção e seguidamente administrador do mesmo jornal, entre 1965 e 1971.Foi também o fundador do semanário de referência Expresso em 1973,sendo director do mesmo até ao ano de 1980.
Homem de variados interesses, e de uma energia e perseverança invejáveis, iniciou o percurso político em 1969, com a candidatura a deputado pelo círculo da Guarda, à Assembleia Nacional, como independente pela Acção Nacional Popular, com apenas 31 anos. Fez parte da chamada Ala Liberal que reivindicava uma maior abertura por parte do Estado Novo. No que à política activa diz respeito, exerceu várias vezes o cargo de deputado, já no pós-25 de Abril, foi Ministro-Adjunto e inclusive Primeiro-Ministro, entre 1981-1983, sempre pelo PPD-PSD, partido que ajudou a fundar, logo que se abriram as portas à democracia.
No ramo empresarial, é presidente da holding que possui o grupo Impresa, é também presidente da SIC (primeira televisão privada Portuguesa) que pertence ao mesmo grupo, tal como outras publicações, como a Visão, Expresso, Exame, Exame Informática, Volante entre outras. O portal aeiou.pt também pertence ao grupo Impresa, tal como a Impresa Digital. Tem ainda participações na distribuidora Vasp e na Lusa. Francisco Pinto Balsemão esteve também ligado à área financeira, sendo presidente não executivo do Banco Privado Português.
Como se observa com facilidade, Pinto Balsemão é um vulto de referência em muitos quadrantes da vida e da sociedade portuguesa, arranjando tempo e disponibilidade para todas as áreas referidas, e ainda muitos outros cargos e participações noutras áreas de negócio.Foi distinguido com variadíssimas distinções que dão conta do seu mais que meritório percurso. Mantém ainda tempo para os seus cinco filhos, para o lazer e para o desporto. No desporto, é um amante do golfe, adora música, e tem o cão como seu animal predilecto, já nos prazeres da comida, não recusa uma boa mariscada, como livro de eleição tem “Amor em tempo de Cólera” de Gabriel Garcia Marquez, na sétima arte tem como filme favorito “2001 Odisseia no Espaço”.
Francisco Pinto Balsemão, parece ter o dom da multiplicação, estando presente em tudo o que o cativa, homem de tantos e tão relevantes ofícios, será seguramente um nome a reter na história do séc.XX e séc.XXI do nosso país, uma inspiração para quem quer fazer de Portugal um país mais livre, mais dinâmico, mais inovador, no fundo um país melhor. Um legado fabuloso, um homem de convicções, que põe na prática as ambições que o assolam, continuará a surpreender-nos com o seu espírito empreendedor e sempre jovem, isso sim não será surpresa.

Miguel Pires, r1
2009058

Sem comentários:

Enviar um comentário