sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

A crise afinal também chega à Igreja


Longe vão os tempos em que aos Domingos era dia de ir à missa por tradição. Reuniam-se famílias no adro da Igreja, no final era o almoço tradicional, seguido de uma tarde de convívio.

Os tempos passam e com ele mudam-se as mentalidades, as tradições. Os valores. De uma sociedade crente na Igreja como se verificava até aos finais do século passado, passámos a uma sociedade cada vez mais afastada dos ideais do Vaticano, espalhados por Jesus Cristo.

A verdade é que a culpa nunca morre solteira. A meu ver, existem alguns factores que podem explicar a razão de tal afastamento, como é o caso do desgaste provocado pelo tempo. Pode-se considerar que a imagem da Igreja Católica hoje está desgastada, talvez por escândalos de vária ordem, como a corrupção, a pedofilia, a falta de valores e de abstinência por parte dos párocos, entre outros que diariamente vão aparecendo na comunicação social. Mas tudo isto não é explicação. Com o passar dos anos, como disse, mudam-se mentalidades. As gerações mais recentes, não têm incutida a cultura de antigamente, que passava de pais para filhos. Hoje, vimos um quase desrespeito pela instituição, não existe a cultura de levar os filhos à catequese e à missa.

Falta também poder para cativar e conquistar o público mais jovem. Mudam-se os tempos...

Pedro Tomás/R1

Sem comentários:

Enviar um comentário