quarta-feira, 30 de maio de 2012

Pedro Proença, odiado em Portugal, respeitado na Europa



Pedro Proença é árbitro de futebol e conta 41 anos. É arbitro internacional FIFA desde 2003, onde integra o quadro de Elite, o patamar mais alto que se pode alcançar a nível de arbitragem.

A nível interno, Proença desperta ódios a muitos. Basta recuar um pouco no tempo, até ao passado verão, e recordar o episódio em que o lisboeta foi agredido barbaramente no centro comercial Colombo. Benfiquista assumido e antigo atleta do Sporting CP na modalidade de andebol, o juiz viu-se no decorrer da ápoca envolvido em mais uma polémica, no célebre jogo Benfica vs FC Porto e que os dragões levaram de vencida. O golo da vitória do clube do norte foi precedido de fora de jogo, o que suscitou um enorme reboliço na imprensa portuguesa e críticas por parte do clube a adeptos da Luz.

Mais recentemente, Pedro Proença foi o escolhido pela UEFA para dirigir a final da Liga dos Campeões, a principal prova de clubes no panorama internacional, que opôs o Bayern Munique aos londrinos do Chelsea. Desde o longínquo ano de 1980 que Portugal não estava representado em termos de árbitros na final da prova, então sob o comando de António Garrido. Para coroar uma época desportiva que teve de tudo um pouco, de bom e de mau, Proença foi nomeado para dirigir jogos do Euro 2012 na Polónia/Ucrânia. Desde 2004 que Portugal não estava representado, na altura por Lucílio Baptista.

O que é certo, é que os portugueses não morrem de amores por Pedro Proença, mas a nível internacional, merece o respeito e a confiança dos dirigentes desportivos, talvez pelo facto da personalidade do povo português, que desde logo gera desconfiança. Mas não é tudo: o mais conceituado árbitro português está pré-seleccionado para o Mundial de 2014, a disputar no Brasil.

Por Pedro Tomás

Sem comentários:

Enviar um comentário