sexta-feira, 22 de maio de 2015

A Evolução das Tecnologias

As tecnologias têm registado uma evolução contínua ao longo dos tempos. Apesar das inúmeras vantagens, como um maior acesso e rapidez da informação e serviços, a criação de relações sociais no mundo global e o facto de se constituir como uma forma de entretenimento, estas grandes inovações apresentam bastantes perigos. 
São principalmente os jovens que se mostram vulneráveis a esta nova era tecnológica, uma vez que se tornam dependentes do uso dos meios tecnológicos.


"Mudam-se os tempos mudam-se os vontades", e é possível comprovar-se isso mesmo com este pequeno video que contrasta o antigamente com a actual era das tecnologias. Ora veja:


É importante destacar, após uma análise mais aprofundada do tema, os problemas de saúde que estão ligados a este avanço tecnológico. O uso excessivo destes equipamentos electrónicos aumenta a chance de problemas visão, como a miopia ou distúrbios visuais. Oiça o temos para si ! 

O quotidiano dos jovens é marcado pela constante presença das novas tecnologias. Criámos este álbum que reflecte isso mesmo. Dê uma vista de olhos! 


Fig.1: Infografia- Inquérito feito a jovens sobre o cyberbullying
                 
          

                     O valor das tecnologias

As novas tecnologias são as principais responsáveis pelo processo de mudança da sociedade. Sendo uma sociedade que vive do poder da informação, esta poderá ser muito discriminatória, entre países, entre empresas e/ou entre pessoas.
Nos nossos antepassados, o saber ler e interpretar textos, bem como efectuar cálculos matemáticos simples, era indispensável para o bem-estar da população. Porém, este cenário mudou e as necessidades de qualificações profissionais e académicas aumentaram consideravelmente.
As Tecnologias fazem parte integrante da nossa vida privada e profissional, isto é, com a utilização doméstica da informática, do computador pessoal, da Internet e do telemóvel, a vida do cidadão encontra-se facilitada.
As potencialidades das tecnologias da informação e comunicação são cada vez maiores, promovendo um novo paradigma de sociedade, que poderá facilitar a integração das pessoas com deficiências na vida ativa.
A verdade é que esta era tecnológica está a revolucionar a sociedade em vários campos, principalmente na forma de organização do trabalho que está em constante mudança, perdendo o espaço e o tempo a importância que até aí tinham. O trabalhador desde o início da industrialização que presta um serviço, num período de tempo pré-estabelecido para a realização de uma tarefa específica num local determinado pelo empregador. Atualmente, caminhamos para um tipo de organização do trabalho, em que se valoriza o produto final, existindo uma maior flexibilidade de tempo e de espaço. A invenção do computador, e da Internet contribui para a constante evolução da sociedade, melhorando a qualidade de vida do indivíduo.
A Sociedade da Informação utiliza como recurso as Tecnologias de Informação e da Comunicação. As novas tecnologias instaladas na sociedade e no trabalho originaram mudanças no campo social e individual, influenciando fortemente a vida humana, o tempo e o espaço. A sociedade tenderá a ser cada vez mais competitiva, criando mais riqueza e consequentemente qualidade de vida, tornando-se numa sociedade mais livre evitando a exclusão do cidadão. Para que isto seja possível e não se criem maiores diferenças sociais, as políticas educativas desempenham um papel fulcral.
O novo paradigma social tem como principal recurso a informação, a correta utilização, pesquisa, armazenamento e tratamento da informação e, deste modo, o cidadão tem de aprender a lidar com esta realidade. É necessário desenvolver as competências necessárias para compreender este novo processo. O indivíduo tem de ser capaz de acompanhar adequadamente as inovações para conseguir integrar-se na sociedade e no mercado de trabalho cada vez mais competitivo e exigente. Os aspetos positivos são visíveis, sendo um deles a melhoria da qualidade de vida.
A evolução das tecnologias digitais modifica tanto as relações na sociedade como as noções de espaço e tempo. Exemplo disso é o facto de conseguirmos obter informação de forma imediata. Essa realidade possibilita a ampliação do conhecimento e, ao mesmo tempo, cria outras preocupações como a possibilidade da diminuição da privacidade e o excesso de informação. No entanto, o grande desafio é a organização, coordenação e controlo das informações que são produto do mundo digital.        
 Estão a emergir novas profissões, está a surgir um novo sector, o quaternário relativo à informação. Uma era digital está prevista num futuro próximo, através das “auto estradas da informação e comunicação”.




                              Ana Manaia 2013131
Ana Santos 2013124
Andrea Henriques 2013112
Laura Tadeia 2013119


Sem comentários:

Enviar um comentário