quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Toma, Vê Isto e… cala-te

Na passada quinta-feira, e antes de me por a caminho de Aveiro, tive que “fazer tempo” até chegar a hora de apanhar o autocarro. Para me entreter da melhor forma possível tinha que optar entre ligar a TV ou ficar a ver a chuva a cair….mais tarde arrependi-me de não ter feito a segunda (isto porque, como já é habitual, o meu computador estava na manutenção).

Como infelizmente não possuo televisão por cabo (não vou dizer MEO porque não quero fazer publicidade) em Coimbra, a escolha recaia entre os quatros canais generalistas. 
Na RTP1 passava algo dirigido a idosos, na RTP2 não me lembro, muito sinceramente, do que estava a dar, a SIC transmitia algo direccionado para pessoas mais velhas que os meus avós e na TVI passava uma programa (que nunca tinha visto) apresentado por uma Fátima Lopes aos saltos e a gritar… ou talvez só a falar muito alto.

Como não sabia que a senhora Fátima, uma figura incontornável da televisão portuguesa, estava a dar a cara num programa com um formato diferente, como é o “Agora é que Conta”, decidi sentar-me no puff, pegar num red bull e deixar-me estar descansadinho a ver o show…

Devo dizer que no inicio achei o “Agora é que conta” como um programa normalíssimo para passar durante a tarde e que até tinha uma razão de ser (ao contrário de muitos outros programas apresentados pela estação televisiva).

A minha vida corria tranquilamente até que chega a hora do “desafio de casa”. É aqui (não sei se por efeito do red bull ou pelo meu feitio) que comecei a ficar muito chateado.

As letras da palavra, que supostamente deveria ser adivinhada pelo espectador, apareceram no ecrã (era mostrado M _ S_A) e imediatamente foi possível resolvê-la…até porque a apresentadora deu uma pista dizendo que era algo que se comia e que havia vários tipos dela… Ou seja era MASSA. OK tudo dito…palavra resolvida e quem quiser que telefone. Mas de repente (não sei o que deu pela cabeça da senhora Fátima Lopes e de toda a gente do estúdio) começou tudo a gritar MASSA… MASSA… MASSA…e a apresentadora - “…eu disse massa? Oh que maçada!“.

Ai simplesmente perdi a pouca paciência que tenho. Fiquei com a sensação que o programa me estava a chamar estúpido, burro, parvo e tão pouco inteligente que nem conseguia resolver uma simples palavrinha que até a minha irmã de um ano e meio era capaz de resolver (ok é um exagero mas até uma criancinha resolvia aquilo num piscar de olhos).

Dizem-me agora vocês que este é um programa cujo público-alvo são as domésticas e os idosos. Para contrapor eu digo que as domésticas não são burras de maneira nenhuma e que se há quem perceba de massas são elas.

Quanto aos idosos penso que a última coisa que eles precisam é que lhe enfiem coisas pela cabeça dentro. 
Não era melhor ter um programa que estimulasse a mente? Que lhes permitisse fazer um exercício mental? 
(A maior parte dos médicos dizem que estimular o cérebro reduz a hipótese de ter a doença de Alzheimer) Mas enfim… é muito mais fácil e divertido dar logo a palavra. Já sabem a solução agora despachem-se a ligar que queremos fazer dinheiro. (isto deve passar na cabeça de alguém na estação televisiva)

Não querendo parecer que estou a pegar sem razão nenhuma gostava de comparar o desafio do “Agora é que conta” com os desafios mostrados do “Allô Allô”, programa que passa na SIC de madrugada. Tenho perfeita noção de que o formato geral do programa é completamente diferente mas quando o “Allô Allô” apresenta um desafio para o telespectador nós tentamos na realidade resolvê-lo em vez de estarmos à espera que a apresentadora repita, grite e mande uma criancinha dizer a solução.

No programa da SIC, o pior que acontece é alguém ligar (isto é verídico) e dar como solução uma palavra que começa por C, seguida de O e de N e que acaba com uma vogal… e não é CONE.

Apesar desses pequenos momentos que até dão alguma piada qual será o show mais estimulante? Não é difícil adivinhar qual.

Isto tudo que escrevi pode ser considerado por vocês como uma exagero meu, como uma simples crispação e pura teimosia mas a verdade é que simplesmente não suporto programas que nos fazem parecer completamente desprovidos de inteligência.

Com toda a irritação que fiquei depois de ver uns minutos do “Agora é que conta” tomei consciência de que desperdicei tempo em que poderia ter visto a chuva a cair. O menos positivo foi que o meu red bull simplesmente não teve o mesmo sabor.

PS: Já que falo da TVI… porque é que todos os comentadores políticos são do PSD? Depois o Sócrates não gosta deste canal…

PS2: no outro dia estava a passar por uma TV, lá em casa, e por descuido vi 2 minutos do “Morangos Com Açúcar” geração qualquer coisa ou mostra não sei o quê, e isso fez-me lembrar os 2 minutos que vi da série “Glee” …também por descuido.

PS3: Portugal não vai receber o Mundial de futebol de 2018. Tenho que admitir que até fiquei meio contente. Não gosto que os portugueses só se lembrem que têm um hino e orgulho do país só por causa do futebol e do Cristiano Ronaldo. Tenho dito.



Grupo 6
Milton Almeida

Sem comentários:

Enviar um comentário