segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Notícia - 20 imagens x 20 segundos

PechaKucha vem do japonês ao “som da conversa” e traduz uma iniciativa com o objectivo de “celebrar a criatividade”.

A 1ª edição PechaKucha Night Coimbra 
teve casa cheia
(Foto: Rui Velindro)
Coimbra recebeu no passado sábado,dia 15,a iniciativa PechaKucha Night que se realizou no Centro Cultural D. Dinis.
A PechaKucha Night foi criada em 2003,em Tóquio, por um estúdio de arquitectos com o objectivo de reunir uma comunidade criativa onde vários profissionais, essencialmente arquitectos e designers,apresentam os seus traballhos. Segundo Dominika Gorecka, organizadora do PechaKucha Night Coimbra,a intenção principal é “criar uma rede social mas física”.
A característica do PechaKucha é o seu formato fixo de apresentação: vinte slides com a duração de vinte segundos cada um (20x20) ,sendo o tempo total da apresentação de seis minutos e quarenta segundos. Pretende-se com isto que as apresentações sejam concisas,práticas e heterogéneas.
O conceito do evento foi-se alargando e transformou-se em algo “multidisciplinar e transversal a várias áreas,sejam as pessoas arquitectas ou cozinheiras”. Para a designer e ilustradora,trata-se de um “evento democrático porque assistimos a apresentações de pessoas com nome formado ao lado de recém licenciados”.
O PechaKucha Nights alastrou-se por mais de duzentas e trinta cidades pelo mundo, sendo Coimbra a quarta cidade portuguesa a acolher o evento, seguida de Lisboa,Funchal e Porto.
No PechaKucha Night Coimbra estiveram presentes dezassete participantes,uns seleccionados e outros convidados, de várias áreas, desde a arquitectura à fotografia e passando pelo design gráfico e da comunicação, entre outras.
Quando questionada acerca da existência de apoios,Dominika refere que “monetários não houve, uma vez que se trata de algo que se consegue organizar sem grandes recursos”. No entanto, houve-os a nível logístico como a cedência de moopies (espaços publicitários) por parte da Câmara Municipal e de cadeiras pelo Turismo de Coimbra. A organizadora refere, também, algumas parcerias: APD-PPM, Associação Projecto e Desenvolvimento do Parque Patrimonial do Mondego,Impressões & Soluções, xDa (eXperimental Digital Atelier), D-Solution e Whisper Magazine.
As principais dificuldades verificaram-se na questão do espaço, pois algumas das opções iniciais não reuniam as características necessárias, tendo a escolha recaído sobre o Centro Cultural D. Dinis.
A 2ª edição acontecerá em Março na Semana Cultural da UC,no Mosteiro de Santa Clara a Velha, e em parceria com a PechaKucha Porto, com o Centro de Artes Plásticas de Coimbra e com o NUDA (Núcleo de estudantes do Departamento de Arquitectura).Para Setembro está prevista uma 3ª edição.

Patrícia Azevedo (grupo 1)

Sem comentários:

Enviar um comentário