quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Entrevista a André Drogas, pivot da ESEC TV


"Além de ganharmos experiência também enriquecemos o currículo, e isso é bastante importante para não sermos “apenas” licenciados em Comunicação Social. "

Já que se aproximam novos castings para a apresentação da ESEC TV, é importante perceber o que constitui realmente este projecto. Numa conversa de colega para colega, André Drogas, actual pivot deste projecto, contou-me mais sobre a sua experiência até ao momento e ainda deixou alguns conselhos para quem se candidatar a este lugar.

Por Eduarda Barata -R2


POSTS DE PESCADA- Antes de mais, como chegaste ao lugar de pivot da ESEC TV?
ANDRÉ DROGAS- Tal como os novos candidatos, soube que ia haver castings e então decidi tentar a minha sorte! Houve duas fases de castings e acabei por ficar.

PP- O primeiro contacto com um estúdio de televisão nem sempre é fácil. Quais foram as principais dificuldades que sentiste?
AD- Como pivot não tive de interagir muito com a parte técnica, mas daquilo que fiz, inicialmente o que mais dificultou o trabalho em si foram os fortes focos de iluminação que estão virados para o pivot enquanto este grava. Mas é claro que numa primeira abordagem, como foi o caso do casting, tive de adaptar-me ao teleponto e até às várias câmaras que estavam apontadas a mim.

PP- Para um aluno de Comunicação Social, este tipo de actividades extra-curriculares é uma mais-valia … Concordas com esta afirmação?
AD- Concordo completamente. Além de ganharmos experiência também enriquecemos o currículo, e isso é bastante importante para não sermos “apenas” licenciados em Comunicação Social. Todos os que tiverem uma oportunidade como eu tive, aconselho que a agarrem pois podem descobrir assim, aquilo que gostariam mesmo de fazer no vosso futuro.

PP- Para além da colaboração com a ESEC TV, tens apostado noutros projectos deste género?
AD- Colaborei também algumas vezes com a TVAAC, mas por agora não estou inserido em nenhum projecto.

PP- Como sabemos, a ESEC TV está integrada no Espaço Universidades, obtendo assim a possibilidade de transmitir todas as quartas-feiras na RTP2. Achas que a tua participação neste projecto é um passo para alcançares visibilidade no ramo?
AD- Completamente! Quem sabe se um dia não chego a uma empresa e lhe mostro as gravações da ESECTV e isso me valha uma proposta de emprego!?

PP- Consideras que a ESEC TV possa ser uma influência para a tua escolha profissional no futuro?
AD- Sim concordo. Nem sempre temos a hipótese de experimentar uma profissão e no meu caso, apesar de já há muito o querer fazer não me foi possibilitado. Com a participação na ESEC TV estou muito mais seguro que gostaria de continuar a fazê-lo num futuro próximo.

PP- Desde Novembro de 2010 que fazes parte desta equipa. Fazendo uma retrospectiva, quais são os aspectos positivos e negativos que destacas?
AD- Os aspectos positivos foram todos. Fiz novos amigos, ganhei à vontade em frente às câmaras mas acima de tudo aprendi a fazer uma coisa que há muito sonhava. Sinceramente não consigo destacar nada negativo…

PP- A ESEC TV está agora a procurar novos colaboradores. Quais são os conselhos que deixas para futuros candidatos ao lugar de pivot?
AD- Para os futuros candidatos desejo muita sorte, e deixo dois conselhos: não fiquem nervosos e sejam vocês mesmos. A equipa é muito acessível e até os profissionais se enganam! Se for mesmo isso que querem fazer, hão-de conseguir com toda a certeza, o importante é não desistir, se não for este ano tentam no próximo… Vale a pena, é uma óptima experiência.

Sem comentários:

Enviar um comentário