domingo, 25 de dezembro de 2011

Tema Tecnologia: Um Natal nada tradicional

Hoje em dia, os Natais são recheados de iphone’s, iphod’s, ipad’s e claro, de “ipaid’s”.

Penso ser extraordinário, na situação de crise em que nos encontramos, que as pessoas consigam gastar tanto dinheiro em prendas, enfeites e todos os outros pormenores natalícios. Já lá vai o tempo em que as famílias se uniam junto à lareira, cantavam canções e as únicas prendas que trocavam eram camisolas tricotadas pela avó e cartões de natal feitos pelos mais novos. Nesta época, palavras como família, amigos e partilha deviam primar sobre outras como festa, prendas e dinheiro, o que nem sempre acontece.

 Os presentes mais desejados são na sua maioria os aparelhos mais actuais, as tecnologias mais rápidas e os instrumentos electrónicos mais sofisticados. Tudo o que envolve tecnologia é moderno e novo, atributos indispensáveis na nossa sociedade consumista ocidental. Durante o ano fechamos os olhos às últimas novidades, às “pedinchisses” dos mais pequenos com a promessa de que mais tarde “logo se vê”. Porém, como podemos nós resistir a tantas promoções e descontos que, ao fim e ao cabo, foram realizados de propósito para nós? Uma grande oportunidade, quase um favor, para que as pessoas que não podem comprar os produtos com o preço original, tenham agora a hipótese de se deleitarem com eles.

Ela é campanha de Natal Vodafone, onde um Nokia C5-03 passa de 159,90 euros para 89,90 euros, ela é campanha Sony Natal da Worten, em que um Kit Home Cinema fica a 399,00 euros outrora a 679,00 euros…

Enfim, uma data de descontos, quase uma cortesia da parte das grandes marcas, já programados com o propósito de os acharmos uma “pechincha”. É claro que elas sabem que dificilmente conseguiremos comprar um conjunto de artigos de cinema por quase 700 euros! E claro que também sabem que, ao vermos um desconto de quase 300 euros no produto que tanto queríamos, vamos de imediato comprá-lo!

O Natal já não é o presépio, a árvore e o bacalhau tradicional, servido na noite de consoada. O Natal é, agora, um simples momento de troca de prendas onde o valor simbólico é esquecido e substituído pelo monetário.

Fontes: http://www.worten.pt/ProductList.aspx?oid=3&c=Promotions

https://loja.vodafone.pt/homephone/CatalogoTelemoveis.htm?c=3&gclid=CJeA-PrCna0CFWIntAodRBTdlg

http://forum.vodafone.pt/t5/image/serverpage/image-id/1271i0F95981726A45E5C/image-size/original?v=mpbl-1&px=-1
Inês Silva, R1
Tema: Tecnologia

Sem comentários:

Enviar um comentário