domingo, 18 de dezembro de 2011

Homens consomem mais produtos cinematográficos

Imagem acessível em:
Um estudo realizado por um grupo de alunos do curso de Comunicação Social, da Escola Superior de Educação de Coimbra, sobre a temática “Cinema na Televisão”, revelou que os estudantes do sexo masculino consomem mais produtos cinematográficos quando comparados com os do sexo feminino.

O tempo que dedicam a ver filmes, tipos de filmes preferidos, canais e meios usados para a visualização dos mesmos, foram algumas perguntas do inquérito.

A análise dos inquéritos revelaram que os estudantes do sexo masculino dispõem de mais tempo para a visualização de filmes do que as mulheres, embora nas férias, o tempo disponibilizado por ambos os sexos para o consumo cinematográfico aumente substancialmente quando comparado com o tempo de aulas. Mesmo assim, os inquiridos do sexo masculino vêem mais 1ª a 3 horas de filmes do que os inquiridos do sexo feminino.

Quanto aos meios e canais usados para o consumo cinematográfico, a maioria dos inquiridos do sexo feminino preferem a televisão, ao invés do sexo masculino que escolhe a internet .
Apesar disto, a maioria não considera que o cinema tradicional corra o risco de acabar.

A categoria de filmes preferida por ambos os sexos é a Comédia, contudo, em segundo lugar de escolha, o sexo feminino opta pela Comédia Romântica, enquanto o sexo masculino pelos Documentários e Ficção Científica

Relativamente à televisão, os canais especializados em cinema reúnem a preferência de ambos os sexos, que rejeitam em grande escala os canais generalistas, por isso, entre os canais temáticos, o Hollywood é o preferido do sexo feminino, que vigora também, juntamente, com o TV Cine e o AXN para os indivíduos do sexo masculino.

O estudo revela ainda dados contraditórios, o facto de uma grande percentagem de estudantes utilizarem a televisão para a visualização dos seus filmes e, ao mesmo tempo, considerarem que este não é um meio de concorrência directa ao cinema tradicional.

A qualidade da imagem e o prazer de quebrar a rotina foram considerados pelos inquiridos, os grandes impulsionadores para que o cinema tradicional mantenha a sua posição intacta.
O facto do cinema a mostrar os filmes pela primeira vez ajuda bastante para que continue a ser uma opção válida para as pessoas consumirem conteúdos cinematográficos, pois através da televisão é preciso esperar muito tempo (senão mesmo anos) até que o filme apareça.

O estudo consistiu primeiramente na realização de entrevistas e só depois passou à fase de inquérito, abrangendo uma amostra de 40 pessoas, 20 do sexo masculino e 20 do sexo feminino.

Tema: Cinema
Notícia por Tiago Rentes . R2

Sem comentários:

Enviar um comentário