quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

O regresso d’O Rei Leão


O clássico da Disney de 1994, considerado um dos mais rentáveis de sempre, regressa às salas de cinema nacionais, em versão 3D, depois de as suas primeiras semanas de exibição nos Estados Unidos terem sido de liderança.
por Paulo Bastos,
Redacção 1


Um dos maiores sucessos de uma geração volta ao grande ecrã, desta vez em 3D. O Rei Leão, um clássico com 17 anos, traz de novo às salas de cinema os tão queridos personagens que integram a história de Simba, o príncipe das Terras do Reino (Pride Lands).
Apesar da óbvia interferência do marketing neste regresso d’O Rei Leão, vencedor de dois Óscares em 1995, os mais velhos, que foram marcados por este clássico, têm a oportunidade única de matar saudades e os mais novos, que possam desconhecer esta animação da Disney, a possibilidade de se encantar pelo ciclo da vida.
O Rei Leão conta a história de Simba, filho do rei Mufasa e sobrinho de Scar, que cobiça o trono do irmão e vê em risco a sua ascensão a este com o nascimento do pequeno leão. Graças a um engenhoso plano de Scar, Simba foge das Pride Lands depois da morte do seu pai, culpando-se por esta. É para lá das fronteiras do reino que Simba conhece Timon, o suricata, e Pumba, o javali, que se regem pela máxima de Hakuna Matata. Mas Simba não conseguirá fugir para sempre às suas origens e, quando Scar ameaça o bem-estar do reino, o filho de Mufasa terá de agir.
Este regresso gera, no entanto, alguma polémica entre fãs da tecnologia 3D e os que não a apreciam. Apesar disso, o encanto deste clássico não deverá impedir o público fã d’O Rei Leão desta exclusiva ocasião de o rever no grande ecrã.
Clássicos de animação da Disney, como A Bela e o Monstro, A Pequena Sereia, Monstros & Companhia e À Procura de Nemo, deverão também marcar presença nas salas de cinema, anuncio feito depois do grande sucesso de bilheteira d’O Rei Leão nos Estados Unidos. A Bela e o Monstro, animação de 1991, está agendada já para Janeiro de 2012.


Fontes:
www.rtp.pt
http://www.zonlusomundo.pt

Sem comentários:

Enviar um comentário