quarta-feira, 10 de outubro de 2012

A Bioética e a Educação


A apresentação do "Manual de Bioética para Jovens" realizou-se no dia três de outubro na Casa Municipal da Cultura em Coimbra pela Profª. Doutora Ana Maria Ramalheira, presidente da Associação de Defesa e Apoio da Vida de Coimbra (ADAV), e pelo Prof. Doutor Henrique Vilaça Ramos, antigo responsável pela Associação dos Médicos Católicos Portugueses. Trata-se de uma tradução do manual francês da autoria da Fundação Jerôme Lejeune, que concedeu a edição portuguesa à Associação Famílias de Braga e à ADAV-Coimbra.

Numa sociedade em que o dinheiro acentua as desigualdades sociais, Ana Maria Ramalheira explicou os limites que se devem impor à compra e venda dos bens da vida do ser humano, tais como crianças, embriões, barrigas de aluguer e até a dignidade humana. A oradora realçou o fato do livro ser pequeno na sua dimensão, mas grande no seu conteúdo, pois concentra-se "na vida humana desde a sua concepção até à morte natural", pretendendo "levar os jovens a pensar".

Nesta sessão discutiu-se também a importância de debater e informar os jovens da educação bioética para que "possam encontrar o caminho certo para os seus relacionamentos e, assim, tomar decisões corretas", afirmou o médico Henrique Ramos. Apelou ainda ao bom uso deste manual.

Além dos jovens, esta obra também pode ser adquirido pela restante comunidade que deseja aprofundar os seus conhecimentos sobre questões do aborto, eutanásia, procriação medicamente assistida, diagnóstico pré-implantação, entre outros. O livro é gratuito e pretende-se que haja exemplares em todas as bibliotecas das escolas e em locais frequentados por jovens.


 

por: Patrícia Gomes

Sem comentários:

Enviar um comentário