quinta-feira, 25 de maio de 2017

Foto Reportagem Quinta da Giralda

Escola de Equitação Quinta da Giralda


   João Sanches, um jovem que completa 26 anos, é muito dedicado ao seu cavalo Eros e um grande amante de equitação desde os seus nove anos, idade em que começou a dar os primeiros passos no desporto equestre. Em 2013, na procura de melhores condições para Eros, João encontra Quinta da Giralda (nos Casais do Campo, em Coimbra) que lhe oferece as suas instalações em troca do desbaste de alguns cavalos lá residentes. Como já tinha concluído a formação de técnico de maneio de equinos e equitação terapêutica na Escola Superior Agrária de Coimbra, uma pessoa amiga questionou a João se era possível ensinar a sua filha a montar a cavalo. Desde a primeira aluna até aos restantes que chegaram à Escola de Equitação porque passaram a palavra, deu origem a que uma pequena aventura se tornasse, hoje, num grande projeto. 

   A quinta pedagógica destina-se a todos que queiram usufruir de um espaço lúdico e educativo, onde o cavalo é a atração principal. Aqui a missão é oferecer aos clientes um espaço onde a educação, a pedagogia e o desenvolvimento pessoal estão interligados com a prática da equitação e com todas as atividades equestres associadas, nomeadamente a criação de cavalos, o aluguer de boxes, o ensino e a venda de cavalos. Eventos, datas comemorativas e festas de aniversários também têm lugar para serem realizados na Quinta da Giralda.


  O hipismo e a equitação têm vindo a ganhar cada vez mais adeptos e deixou de ser encarado como um desporto direcionado apenas para a classe alta, resultando no igual crescimento dos clientes de diferentes estratos sociais. Atualmente são dinamizadas aulas de equitação a mais de 30 alunos, entre os 3 e os 40 anos de idade. Embora a atividade tenha sido iniciada apenas com Eros, o crescente número de alunos exigiu o desenvolvimento da Escola de Equitação fazendo com que, hoje, contem com cinco cavalos e com todo o material necessário à prática do hipismo.
   
   No entanto ainda existe um número insuficiente de boxes, dimensões reduzidas do picadeiro e um terreno facilmente alagável. Assim, considerando a experiência adquirida ao longo dos últimos anos por João Sanches e Mónica Arinto, a sua namorada licenciada em Ciências de Educação e formada em auxiliar de veterinária, os dois promotores estão convictos de que este é o momento de abraçar um projeto próprio e criar um negócio de raiz num espaço idealizado por eles para a prática de equitação e demais eventos relacionados.
   O seu objetivo é afirmar o seu empreendedorismo e forte motivação para enveredar por um projeto em nome próprio criando, no concelho de Santo Varão, uma Quinta Pedagógica capaz de oferecer serviços de qualidade na área equestre e da organização de eventos associados a esta prática, sendo um projeto inovador e diferenciador ao apresentar um serviço que, após uma análise de mercado, mostra ser inexistente na região Baixo Mondego.
Mónica e João lutam por atingir o sonho de possuir a sua própria quinta, a qual terá o nome de Quinta do Lazão. “Lazão” é uma cor castanha-avermelhada que foi escolhida em homenagem ao cavalo mais idoso e que, até hoje, tem contribuído para o sucesso da Escola de Equitação: o Invasor.



Sara Arinto, nº20150125, CS


Sem comentários:

Enviar um comentário