segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Consumismo transforma-se em arte.


Chamam-lhe a “casa da música alternativa” e é considerada a maior sala de ensaios do país. A baixa portuense vai entrar no espírito rock e em Fevereiro recebe quatro bandas portuguesas que vão ao encontro do conceito ainda em desenvolvimento.

Foi no final da década de noventa que o Stop, o conhecido centro comercial da baixa do Porto, começou a ser frequentado de uma maneira pouco tradicional. Bandas de garagem começaram a usufruir dos locais que antigamente eram lojas, com um objectivo: ensaiarem sem grandes limitações. Hoje o espaço é ocupado por mais de 200 músicos onde o metal é o género que predomina.
No dia 12 de Fevereiro espera-se mais uma noite de concertos que variam entre o alternativo, rock e metal. Os protagonistas são os portugueses Circle Birth, El Coyote, Lendfall e os Halo que actuam no Spot Bar, integrado no Stop e o preço dos bilhetes é de três euros.
Este é um conceito
underground aberto a todos que promete valer a pena explorar, na cidade do Porto.


Inês Henriques

Sem comentários:

Enviar um comentário