segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Tema Livre - "A minha mãe tem um meningioma"

Um meningioma é um tumor benigno que se desenvolve nas meninges. As meninges são as bainhas membranosas que envolvem o cérebro e a medula. (…) Isto provoca vários sintomas tais como dores de cabeça, cansaço, convulsões e, muitas vezes, também perturbações mentais, como por exemplo dificuldades de concen­tração ou alucinações.”
                   
No dia 28 de Outubro de 2010 a minha mãe descobriu que padecia de um meningioma situado no cérebro. Foi um choque para a família e para todos os que connosco partilham os dias.
Por norma nada o que nos afecte directamente é bem aceite, e quando é uma mãe?! Como lidar com o problema?
Foi muito difícil, os dias eram passados constantemente a pensar nos porquês, na razão de tal coisa acontecer a alguém da nossa família, a dor de saber que não era merecido, na angustia de saber que isto e aquilo podia acontecer, na sensação de poder perder alguém tão querido, nas complicações que daí podiam surgir, na incapacidade de poder fazer alguma coisa para ajudar.
A operação era o caminho. No entanto, a minha mãe quis esperar, o medo de não voltar, o medo de não passar o Natal em família, o não poder passar connosco para o novo ano, foi mais forte, esperou dois meses e no dia 17 de Janeiro foi internada.(a urgência da operação era  média; O tumor já atingia grandes proporções;estava a ocupar espaço no cérebro da MINHA Mãe, com que direito?!) Dia 18 entrou no bloco as 7.30 da manhã, foi anestesiada, esteve no bloco aproximadamente até as 17.30. Fui visitá-la, saber como tinha corrido, imaginem o meu aperto quando soube que não a pude ver nesse dia, a única coisa que pude saber foi que a minha mãe estava BEM! Que a operação tinha corrido lindamente! Imaginam a minha felicidade ao ouvir estas palavras? Ufaaa, finalmente pude respirar de alívio. A minha mãe tinha-se portado como uma menina crescida.
Quando deu os primeiros sinais de que tudo estava bem, e ainda anestesiada, perguntou por mim, era comigo que ela estava a sonhar enquanto estava a ser operada. Até nestes momentos, mãe, é mãe!
No dia seguinte à operação, a minha mãe, que foi operada a um tumor benigno na cabeça, já se levantava sozinha, já dava os seus curtos passeios pelo hospital. No dia seguinte, fazia o mesmo mas com muito mais força, imaginem, ela tomava banho sozinha! A minha mãe não necessitou de ninguém para a ajudar. Nos dias que se seguiram a minha mãe foi capaz de fazer tudo o que fazia na vida normal, notava-se um cansaço maior do que antigamente, mas é normal. Hoje dia 24 ela vai ter alta, estou ansiosa para a abraçar, sem nunca a magoar, a cicatriz é gigante, mas está disfarçada com o cabelo que os médicos não cortaram, ainda bem. A força do amor é gigante, a força de viver consegue superar qualquer coisa.
A minha mãe parece a mesma de sempre, nada a mais, nada a menos. Teve um pequeno percalço no caminho, mas graças a médicos competentes, auxiliares e enfermeiros capazes, tenho a minha mãe de volta, sã e salva, da mesma maneira que a entreguei no dia 17 no Hospital.
Foi apenas mais uma aprendizagem e um mau momento na nossa vida, todos passamos por isso. A verdade é que os males não acontecem só aos outros, quando menos esperamos, a vida passa-nos rasteiras, só temos de ser fortes e capazes de nós levantar e continuar a seguir o caminho delineado para nós.
Tenho a melhor mãe do mundo, a mais forte e amo-a hoje, amanhã e sempre.
Pai, manas e Ísis, somos o chão e o tecto uns dos outros, sem vocês como seria?! Amo-vos.

A minha mãe TINHA um meningioma.


“A realidade da vida é que um dia todos mudam e nem sempre aquele que se diz "eu sou melhor" vai ser assim pra sempre, tudo vai mudar, tudo vai trocar de lugar, quando menos esperarmos, podemos perder as pessoas mais importantes das nossas vidas, sem se quer poder ter dito " Adeus", seus pensamentos vão mudar, você vai se apaixonar, se irritar, odiar, decepcionar-se mais é o significado da vida, "VIVER", a vida se resume a isso viver, pensar em problemas para que ? Problemas não passam de problemas! Dê valor a quem te ama...
"Cada pessoa que passa pela nossa vida passa sozinha, não nos deixa só, porque deixa um pouco de si e leva um pouquinho de nós. Essa é a mais bela responsabilidade da vida e a prova de que as pessoas não se encontram por acaso."
Charles Chaplin



Por: Ana Rute Monteiro

Sem comentários:

Enviar um comentário