sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Artigo de Opinião: A programação em Portugal

À medida que a concorrência é maior e a luta por audiências é cada vez mais renhida as estações de televisão públicas tentam ao máximo sobrepor-se chegando mesmo ao ponto de “copiar” o que os outros fazem.
Ao ligarmos a televisão pela manhã concluímos que quer a RTP, quer a SIC, quer a TVI começam o dia dando a conhecer as principais notícias. De seguida, a RTP1 coloca no ar a “Praça da Alegria”, a Sic o “Querida Júlia” e a TVI o “Você na Tv”. Ora, todos estes programas de entretenimento têm o mesmo formato. Todos eles têm convidados que debatem os mais variados temas da sociedade, todos eles têm música, todos eles têm passatempos que dão dinheiro aos telespectadores que ligarem para o programa… enfim, são bastante semelhantes, o que causa uma grande falta de opções para quem está em casa.
Com o passar das horas ambos os canais transmitem os noticiários da tarde às 13h a que se seguem (em todos eles) uma telenovela. Avançando no dia chegamos aos programas da tarde que, curiosamente, são muito semelhantes aos da manhã e…em todos os canais. “Portugal no Coração” na RTP1, o “Boa Tarde” na Sic e o “A Tarde é Sua” na TVI.
Assim, só a partir das 18h é que existe alguma diferença na programação de cada canal. É lógico que para quem está à frente das empresas é bom, pois “copiando” o que outros fazem, tentando apenas melhorar o que já vai sendo feito é mais fácil, mas para os telespectadores não deixa de ser cansativo.
Deste modo, estamos num tempo em que quem está em casa e quer ver algo diferente na televisão é obrigado a aderir a “Zon’s” ou a “MEO’s” e a pagar balúrdios por isso…enfim, estamos em Portugal.

 Nuno Pinto
Redacção 1





Sem comentários:

Enviar um comentário