sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Reportagem: Mãos à Obra

Numa nova etapa da vida. Saídos directamente da segurança e conforto da casa dos pais (ou não) para a cidade portuguesa de maior fama pelo seu ensino. Novas rotinas, novas caras e novos sítios, fazem agora parte da nova jornada de jovens estudantes. Cada dia, hora, minuto revela-se uma total descoberta para quem de longe veio e até mesmo de quem da cidade é. São os alunos universitários de Coimbra. 

Mas, o que tem Coimbra para oferecer a estes alunos para além do seu ensino centenário mundialmente conhecido e das suas noites memoráveis? Ficamos pela vida boémia que a cidade nos oferece e nada de extracurricular tem ela para nos oferecer? Engana-se quem pensa assim. 

por Vanessa Mota. R2



Coimbra tem uma vasta lista de projectos curriculares de renome, patrocinados ou não pela Universidade, que foram a rampa de lançamento para muitos nomes hoje em dia conhecidos. Falando mais especificamente na área da Comunicação, num só edifício em Coimbra, encontramos três grandes projectos para quem quer especializar-se nessa área, ganhar experiência e ter um melhor acompanhamento feito por profissionais do ramo. 
É o caso da Rádio Universidade de Coimbra (RUC), a secção de Jornalismo e a Televisão da Associação Académica de Coimbra (tvAAC). 


RUC 

A RUC, com formação oficial a 1986, já conta com vários anos de emissões da associação académica para a cidade e o mundo. Oferece formação para técnicos e locutores e conta com uma vasta variedade de programas informativos e de entretimento, onde a música alternativa é quem manda.


Em entrevista, João Mortágua, membro da administração da rádio universitária e locutor relembra que quem é apaixonado por música, ou de certa maneira, por fazer rádio,são principalmente estudantes das áreas da comunicação que procuram a RUC, “não só pela paixão mas para ter complementos adicionais ao seu curso superior”. 

Com a propaganda na internet, em redes sociais, graças aos cursos RUC, aos programas para os alunos, aos flyers e aos espectáculos culturais, João diz que "já só mesmo quem não quer é que não ouviu falar da RUC”. Graças a essa publicidade, muita gente chega ao piso da RUC na Associação Académica de Coimbra e é por isso que os cursos que estes oferecem, têm um limite de participantes. Estes são seleccionados a partir de um teste escrito de cultura geral e uma entrevista em pessoa com algumas das famosas caras por detrás deste projecto e os cursos em questão são os de Informação, Locução e Realização, e Técnica. 

Este projecto que, apesar da sua data de aniversário ter sido marcada a partir dos anos 80, é desde a década de 40 que a RUC começou a dar cartas na integração de todos, sejam eles estudantes de Coimbra ou não, onde lá “não há graus académicos e [onde] todos são vistos de igual forma, o que leva os estudantes a terem outra visão de Coimbra”, conclui o locutor. 


tvAAC 

No último piso do edifício da Associação Académica de Coimbra (AAC) encontramos outra jovem equipa. A televisão da AAC é, desde 2003, outra secção cultural da associação e tem oferecido, ao longo destes anos, formação e entretenimento, com transmissões em podcast no site ou nas televisões instaladas no edifício da associação. 
Em entrevista, Tiago Cerveira, actual director de produção e estudante de Comunicação Social na ESEC, é uma das provas vivas de que não é preciso ser aluno da Universidade para participar num projecto organizado e instalado na AAC. 

“Somos uma televisão feita por estudantes, para estudantes, sejam estes universitários ou de qualquer grau de ensino. Basta preencher a ficha de inscrição e automaticamente já é colaborador da secção, a partir deste momento começa a receber toda a informação das actividades via e_mail. (…) Passados dois meses de colaboração assídua é proposto a sócio da secção, a partir daí, tem o dever e o direito eleger e ser eleito para cargos dirigentes da secção” esclarece. 

Mais conhecidos pelo quadro “Mãe, estou na TV” que marca presença há já 6 anos na Queima das Fitas e na Festa das Latas, a tvAAC dá nome a vários programas como este que implícita a interacção e a integram dos “estudantes em todas as actividades”. Sendo assim, o objectivo da televisão académica é, segundo Tiago, apostar numa formação contínua e “proporcionar o contexto de trabalho que não é ensinado na sala de aula”.
Nada é uma brincadeira e, tal como a RUC, a tvAAC aposta então no formato de “escola extra-curricular” onde têm por base “ a formação de [todos] os sócios e colaboradores no domínio da arte e técnica audiovisual, aliada á difusão de toda a informação relativa à Academia, à cidade, ao país e ao mundo que se entenda relevante, privilegiando a divulgação e promoção da realidade cultural e desportiva da AAC, [sem deixar esquecer] os preceitos jornalísticos”.


Quanto à forma de organização deste projecto, Tiago diz que têm vários departamentos: o da Informação, Programação, Produção, Administração, Técnico e “estamos a trabalhar para implementar um departamento de Design e Marketing”. 


Secção de Jornalismo


Situados na secção de jornalismo da AAC, o Jornal A Cabra, criado em Janeiro de 1991, é a continuação do projecto desta secção que anteriormente tinha em mãos as edições de A Cábula e da Gazeta Académica. 

Com várias secções, como a Cultura, Desporto, Ciências e Tecnologia, há sempre uma maior importância dada ás noticias da cidade de Coimbra. 
Com plenários quinzenais, os colaboradores e editores reúnem-se de forma a escolher temas e fotografias da próxima edição do jornal. Mas, apesar da publicação de 15 em 15 dias, o site, criado a Outubro de 2003, é constantemente actualizado, fornecendo informação da realidade actual e com olhar crítico característico de um jovem para jovens. 

A Cabra não só se apresenta pela Internet e em formato de jornal, em conjunto com estes e na mesma secção da associação, reúne-se a revista Via Latina. Uma revista anual, lançada todos os anos no dia 1 de Março, dia da Universidade de Coimbra. É realizada pela mesma equipa d’A Cabra, a Via Latina e com mais 120 anos, teve em 2004, direito à sua sexta série, a que actualmente está em circulação. 

Para além de fornecer informação, ela dá também formação, seguindo o exemplo de integração aos alunos de Coimbra feito pelos dois anteriores projectos aqui mencionados. Abrem, anualmente, um curso de formação de Jornalismo e Informação que conta com vários convidados especiais e profissionais de renome da área da Comunicação. 




Com tanta oferta, falamos aqui dos três projectos extra-curriculares mais conhecidos na área da comunicação. Com paisagem para toda a cidade, o edifício da Associação Académica de Coimbra reúne assim, em diversos pisos, várias secções para todos os gostos, inúmeros grupos de jovens motivados e empenhados em trabalhar e partilhar conhecimentos e onde todos podem, ao fim de pouco tempo, chamar aquele famoso edifício a sua "segunda casa". 


Em Coimbra, cidade do Mondego e da universidade, de paixões e paisagens inesquecíveis, é então, não só cidade de divertimento como de formação, lugar de muita história e que promete muito futuro àqueles que lá passam, é assim que fica na memória e é assim que sempre será. Integrados ficam todos, unidos por um ambiente único para quem pretende lá viver ou simplesmente passar por lá.

Sem comentários:

Enviar um comentário