sexta-feira, 21 de outubro de 2011


Portugueses de Ouro



Nomes como José Mourinho, C. Ronaldo, Ricardinho ou Madjer elevam o desporto português ao topo dos grandes palcos mundiais.

Numa época em que muito se critica o nosso país, os nossos governantes, as nossas leis e tudo o que é feito em Portugal, devemo-nos lembrar que existem muitos portugueses de sucesso espalhados pelo mundo. Uma das áreas onde este facto mais se verifica é no desporto.

O futebol de praia é uma das modalidades que muito tem crescido e que cada vez arrasta mais adeptos. Para isso muito têm contribuído os sucessoas e os títulos da selecção portuguesa dos últimos anos constituída por jogadores como Zé Miguel e Hernâni (já retirados) ou, actualmente, Alan, Belchior Marinho. Contudo, a estrela mais cintilante desta constelação chama-se João Victor Saraiva, mais conhecido como Madjer...um jogador com um pé esquerdo fascinante que faz levantar estádios e delirar amantes desta modalidade com golos do outro mundo. Com inúmeros títulos colectivos e individuais, Madjer já foi considerado o melhor jogador de vários mundiais e, inclusive, melhor jogador do mundo de futebol de praia.

Também no futsal há uma estrela que brilha com grande intensidade e que fala a língua de Camões. Ricardo Filipe da Silva Braga, no futsal apelidado de Ricardinho (hoje, jogador do CSKA de Moscovo) passou pelo Benfica entre 2002 e 2010 onde ganhou vários campeonatos nacionais e uma UEFA Futsal Cup em 2009 (uma espécie de Liga dos Campeões no futsal). Na Luz deixou adeptos rendidos à sua fantasia, aos seus malabarismos e golos impossíveis. Em 2010 foi considerado o melhor jogador do mundo de futsal, colocando o nome de Portugal no topo da modalidade.

Todavia, é o desporto rei que faz vibrar milhões e milhões de pessoas pelo mundo, divulgando a grande qualidade dos treinadores e jogadores portugueses. No capítulo dos treinadores não há ninguém mais mediático que José Mourinho. Hoje a comandar o Real Madrid, o treinador luso tem demonstrado a todo o planeta amante de futebol a sua grande mestria que o levou a ganhar títulos pelo mundo fora - dois campeonatos nacionais, uma taça de Portugal, uma supertaça, uma taça UEFA e uma Liga dos Campeoes com o FC Porto; dois campeonatos ingleses, uma taça da liga, uma supertaça e duas taças de Inglaterra com o Chelsea; dois campeonatos de italianos, uma taça de Itália, uma supertaça e uma Liga dos Campeões com o Inter de Milão e, mais recentemente, uma taça de Espanha com o Real Madrid. Sempre polémico e com um estilo muito próprio, foi em 2010 consagrado o melhor do mundo.

Deste modo, chegamos ao grande ícone do futebol português e mundial da actualidade: Cristiano Ronaldo. Com apenas 26 anos já tem o seu lugar marcado na história do futebol mundial. Depois de aos 17 anos se estrear com a camisola do Sporting CP, foi contratado pelo Manchester United onde apaixonou adeptos, ganhou títulos, bateu recordes e deliciou multidões com coisas que só ele sabe fazer. Em terras de Sua Majestade arrecadou todos os títulos possíveis – três campeonatos, uma taça da liga, duas taças de Inglaterra, duas supertaças, uma Liga dos Campeões e um Mundial de clubes. Já no Verão de 2009 foi contratado pelo Real Madrid e os sucessos não só continuaram como se tornaram ainda mais grandiosos. Colectivamente apenas ganhou uma taça de Espanha (marcando o golo da vitória contra o Barcelona). Individualmente já bateu recordes históricos como o de melhor marcador do campeonato marcando 41 golos em 36 jogos. No entanto, em 2008 tornou-se o primeiro jogador a ganhar uma Bota de Ouro e uma Bola de Ouro no mesmo ano, sendo também eleito o melhor jogador do Mundo em 2008.

Todavia, exitem muitos mais atletas portugueses das mais variadas modalidades com grandes carreiras e grandes títulos mundiais.

Assim, podemos estar orgulhosos dos desportistas que temos, pois é notável que num país pequeno como o nosso existam tantos campeões que continuam a elevar Portugal ao topo dos grandes palcos.





Fábio Aguiar, R1

Sem comentários:

Enviar um comentário