segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Perfil: Sara Cravo


Sara Catarina Ferreira Cravo, estudante  na Universidade de Coimbra, nasceu a 6 de Dezembro de 1991 e é oriunda de Granja do Ulmeiro, freguesia do concelho de Soure.

Sara Cravo, iniciou o seu percurso escolar na Escola Primária da Granja do Ulmeiro prosseguindo os seus estudos em Condeixa-a-Nova, onde frequentou e concluiu o ensino básico e secundário. Hoje, Sara sente-se orgulhosa do seu 3º ano em Ciências da Educação na Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação de Coimbra: “É um curso que, na minha opinião, todos devíamos tirar. Aprendemos todos os dias coisas realmente importantes acerca do ser humano e crescemos enquanto pessoas.”


Sempre que teve oportunidade, participou em actividades no seio educativo de forma a adquirir experiências novas e, claro, preencher o seu currículo escolar: “Quando andava no 10º ano fui escolhida, juntamente com alguns colegas, para ir a Bretten, na Alemanha, a um festival da Juventude. Foram também jovens de França e do País de Gales. Foi uma experiência bastante enriquecedora, uma vez que tive oportunidade de lidar com diferentes culturas, treinar competências linguísticas e até andar de avião, pois nunca tinha andado!”


Já na Universidade, tomou conhecimento que poderia ser “buddy”, isto é, teria a possibilidade de apadrinhar alunos vindos de outros países e ajudá-los na sua integração na cidade. Mais uma vez, dedicou-se completamente a este novo projecto: “Este ano sou buddy de 3 alunos erasmus: uma da Alemanha e dois da Hungria. Posso dizer que estou a adorar a experiência, apesar de ao início dar algum trabalho, para tratar de todos os documentos, é uma experiência gratificante!”


Ao entrar na Universidade deparou-se com várias experiências novas, referenciando como uma das mais importantes, morar numa residência universitária. Agora, considerada doutora, vê com outros olhos todo o espírito universitário, as experiências vividas e todas as festividades académicas: “Acho que as tradições da academia coimbrã são as melhores do país! São coisas muito antigas, que merecem ser repetidas, pois são importantes para integrar os alunos, nomeadamente a festa das latas. Esta sim, é a festa dos caloiros! Todas as actividades inerentes à latada são importantes em termos de integração e não podemos esquecer que é o primeiro contacto que têm com a vida académica. Porém, cada vez mais as festas dos estudantes vão pondo a tradição de parte, o que é triste, pois dou por mim a pensar como será daqui a alguns anos… “


Sara Cravo faz parte da tuna da sua faculdade, a Desconcertuna. Refere que foi uma das melhores decisões da sua vida pois, para além das pessoas serem simpáticas e acolhedoras, vive-se muito mais o espírito académico. Agora em estágio, prepara-se para um futuro não muito longínquo: o mestrado.


Redacção 1, Inês Silva

Sem comentários:

Enviar um comentário