domingo, 13 de novembro de 2011

Porto Santo, a Ilha Dourada

Porto Santo, uma pequena ilha perdida na águas do Oceano Atlântico, é a combinação de várias cadeias montanhosas e de uma grandiosa baía que rodeia a cidade por mar.
A Ilha Dourada, como é conhecida, apresenta paisagens de uma beleza natural e sublime que convecem a todos que é um tesouro perdido.
A sua principal e grande atracção, é sem dúvida, os nove quilómetros de areia dourada que se estendem desde o Porto de Abrigo até a Ponta da Calheta. As suas águas aquecidas pelas correntes do Golfo, a temperatura amena e o ambiente sereno, ao longo do ano, convidam inúmeros turistas. Os especialistas afirmam que a areia fina e amarela possui propriedades terapêuticas que conseguem curar vários tipos de doença, como o reumatismo, varizes, raquitismo. Daí que se observe em determinadas zonas da praia, pessoas ‘’enterradas’’ na areia para o tratamento.




Figura 1 - Praia do Porto Santo


Em torno da ilha, encontram-se seis ilhéus,  locais rochosos e desabitados, cobertos pela flora costeira e protegidos pelo Parque Natural da Madeira. São o Ilhéu das Cenouras, o Ilhéu de Cima, Ilhéu de Fora, o Ilhéu de Ferro, o Ilhéu da Fonte da Areia e por fim, o Ilhéu de baixo ou da Cal. O último e o maior é considerado o mais importante por ser rico em minas de calcário. Podemos visualiza-los através dos miradouros que permitem capturar fotografias magníficas não só dos ilhéus, mas também de diversas paisagens da ilha.

Figura 2 - Ilhéu da Cal (foto tirada no miradouro das Flores)

Figura 3 - Vista da Ilha (foto tirada no miradouro da Portela)
A cultura do povo portosantense ou dos ‘’profetas’’ (como os habitantes da ilha da Madeira denominam) é enriquecedora e produtiva . Estão à mercê do artesanto e de monumentos históricos que narram o passado da ilha.

Figura 4 -Sr. Fernando, artesão que molda peças em barro

                                  Figura 5 - Cestos de Canavieira



Outrora, o cais da cidade, era um pequeno porto para o embarque ou desembarque de naus daqueles que passavam de visita pela ilha. Actualmente é um importante marco histórico da cidade do Porto Santo.

Figura 6 - Cais do Porto Santo

O Verão, sendo a época sazonal mais atractiva para os turistas, é por excelência a animação das festas do Concelho. A participação de inúmeros grupos musicais, nomeadamente o Folcore e artistas convidados, oferecem noites de diversão e uma atmosfera mística. Em Junho iniciam-se as festas, cortejos e celebrações aos Santos populares, como o São João, São Pedro, a Festa das Vindimas, etc. No último mês de Verão, a população residente e os turistas recebem o  Festival do Colombo, uma representação da chegada de Colombo na sua caravela à ilha dourada.

 
Figura 7 - Largo do Pelourinho decorado para as Festas do Concelho
 
Figura 8 - Desembarque da caravela

Para quem gosta de experimentar os doces tradicionais ou os pratos típicos de cada cidade, os restaurantes e as pequenas barraquinhas oferecem a oportunidade de se deliciar com as iguarias da ilha.

Figura 9 - O famoso Bolo do caco com manteiga d'alho (pão)

Figura 10 - Picado



Figura 11 - Espetada madeirense


Figura 12 - Pudim de maracujá

Porto Santo não é apenas uma ilha perdida num canto do mundo, mas o paraíso dos sonhadores. Quem visita a ilha dourada, enamora-se com as suas cores, as suas paisagens, o seu clima, os seus monumentos, os seus doces e principalmente com a sua praia de areia dourada.Os apaixonados rendem-se, extasiados, ao seu encanto e regressam ao destino que lhes concedeu momentos agradáveis.

Mariana Gonçalves
R2

Sem comentários:

Enviar um comentário