sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

“O Artista” brilha nos Globos de Ouro


Na 69ª edição dos Globos de Ouro, “O Artista” destaca-se com seis nomeações. “Os Descendentes” e “As Serviçais” seguem-no de perto e George Clooney assume-se como a estrela da grande noite com três nomeações.
por Elisa David, R2

A película francesa, que retrata a crise de uma estrela do cinema mudo, que teme a sua queda no esquecimento com a alvorada do cinema sonoro a Hollywood dos anos 20, é o filme mais popular da 69ª edição dos Globos de Ouro. A Associação de Imprensa Estrangeira (HFPA), promotora do evento, elegeu “O Artista” como um dos potenciais vencedores para os troféus de Melhor Filme de Comédia ou Musical, Melhror Actor (Jean Dujardin), Melhor Actriz Secundária (Bérénice Bejo), Melhor Realizador e Melhor Argumento (Michel Hazanavicius).

«As Serviçais» vai a jogo com cinco nomeações. Nomeado para Melhor Filme, na categoria de Drama, Melhor Canção Original (“The Living Proof”) e, distinguindo desempenho do elenco com Viola Davis, nomeada na categoria de Melhor Actriz (Drama) e da dupla Jessica Chastain e Octavia Spencer nomeadas para a categoria Melhor Actriz Secundária, o filme de Tate Taylor é um dos maiores adversários d’”O Artista”. «Os Descendentes» atendem à cerimónia com o mesmo número de nomeações: Para Melhor Filme (Drama), Melhor Realizador (Alexander Payne), Melhor Argumento, Melhor Actor (George Clooney) e Melhor Actriz Secundária (Shailene Woodley), revela-se um potencial vencedor na 69ª edição dos Globos.

No entanto, a estrela dos Globos de Ouro é George Clooney, que se destaca com três nomeações. A direcção do filme “Nos Idos de Março” valeu-lhe duas nomeações, uma para Melhor Realizador e outra para Melhor Argumento, já o drama “Os Descendentes” lançam-no ao globo de Melhor Ator (Drama). Glenn Close está, a par de George Clooney, duplamente nomeada. “Albert Nobbs”, um filme sobre uma mulher que se vê obrigada a passar por um homem para sobreviver na Irlanda do século XIX, deu-lhe uma nomeação directa para o Globo de Melhor Actriz (Drama) e outra como autora de “Lay Your Head Down”, nomeada para o troféu de Melhor Canção Original pelo mesmo filme. Morgan Freeman vai receber o prémio de carreira Cecil B. De Mille, uma distinção feita todos os anos na cerimónia.

Ao contrário dos outros anos, este ano, na categoria de Melhor Filme (Drama) competem seis filmes em vez dos habituais cinco. “Os Descendentes”, “Cavalo de Guerra”, “Moneyball - Jogo de Risco”, “Nos Idos de Março”, “As Serviçais” e “A Invenção de Hugo”. Já na categoria de Melhor Filme (Comédia ou Musical), estão nomeados “50/50”, “O Artista”, “A Melhor Despedida de Solteira”, “Meia-Noite em Paris” e “A Minha Semana com Marilyn”.

Na categoria de Melhor Longa-Metragem de Animação encontram-se “As Aventuras de Tintin: O Segredo do Licorne”, “Arthur Christmas”, “Carros 2”, “O Gato das Botas” e “Rango”. Nenhum destes filmes conquista o favoritismo da HFPA, pelo que não há um projecção possível para a vitória desta categoria.

Para o globo de Melhor Filme Estrangeiro vão “The Flowers of War”, de Zhang Yimou, “O Miúdo da Bicicleta” dos irmãos Jean-Pierre e Luc Dardenne, “Uma Separação” de Ashgar Farhadi, o espanhol “A Pele Onde eu Vivo” de Pedro Almodóvar e “In the Land of Blood and Honey”, o primeiro filme realizado por Angelina Jolie com uma história de amor passada na Guerra da Bósnia como pano de fundo.

A cerimónia de entrega dos Globos de Ouro terá lugar no Beverly Hilton Hotel de Los Angeles a 15 de Janeiro e terá como apresentador o comediante Ricky Gervais.

Sem comentários:

Enviar um comentário