quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Reportagem: Teatro Cinema de Fafe










Construído em 1923 por iniciativa de José Summavielle Soares, situado na Rua Monsenhor Vieira de Castro, o teatro-Cinema de Fafe viria a ser inaugurado no ano seguinte,de raiz italiana tornou-se um dos principais motivos de interesse arquitectónico e cultural da cidade, constituindo para a época da sua abertura um grande marco cultural, sendo considerado um dos melhores teatros do norte do país e o melhor da “província”.
A sua fachada, de decoração invulgar, é de harmonioso recorte, pintada em tom rosa e com desenhos de cupidos , como que a simbolizar o amor ás artes, esta obra marca o fim das iniciativas dos “brasileiros de Fafe”. Com isto fecha-se o ciclo da emigração para o Brasil. A arquitectura do interior é em forma de ferradura, com um tecto decorado com motivos pictórios alusivos a músicos famosos (Rossini, Chopin, Mozart e Haydn).
O teatro tem uma lotação aproximada de 300 lugares, incluindo a plateia, as frisas e os camarotes. Como espaço lateral, destaca-se o salão nobre no primeiro andar, onde se realizavam bailes de carnaval, manifestações de cultura, entre outros eventos onde se juntava a sociedade fafense mais ilustre.
 Pouco tempo depois da sua inauguração já exibia  cinema, naturalmente mudo. Só nos anos 30 chegaria o sonoro e em 1955 o Cinemascope. Em 1960 terminaram as representações teatrais, mas o espaço continuou como cinema até 1981.  As melhores companhias de teatro do país da primeira metade do séc. XX por ali actuaram, sede de comícios da oposiçao ao regime salazarista. Ao longo de mais de 50 anos, o Teatro-Cinema apresentou inúmeros espectáculos de teatro e milhares de filmes, além das manifestações de diversa índole.
Com o decorrer  do tempo, o edifício foi ficando degradado e com isso, deixou de ter condições para a exibição cinematográfica, pelo que foi encerrado ao público em 1981, por determinação da Direcção Geral de Espectáculos, por ameaçar ruína.
Após estar encerrado durante cerca de 20 anos, a Câmara Municipal conseguiu, em 2001, depois de inúmeras negociações a aquisição do imóvel. Em 2008 deu-se inicio á recuperação deste. Todo o conjunto do Teatro-Cinema foi devida e pormenorizadamente restaurado no ãmbito das obras de requalificação, bem como dotado das mais modernas condições de funcionamento e de utilização.
Por outro lado, em seu redor foi construído um edifício para apoio técnico ás actividades do Teatro-Cinema, incluindo a instalação da Academia de Música José Atalaya.
O novo edifício inclui ainda uma sala polivalente, com capacidade para cerca de 150 pessoas. Além da exibição de cinema, nesta sala são realizadas audições musicais e outros eventos apropriados, sala esta chamada  Manoel de Oliveira, em homenagem ao centenário realizador português,ainda vivo.
Devido á sua recuperação, o Teatro -Cinema está classificado como Imóvel de Interesse Público desde 19 de Fevereiro de 2002.
 A exibição de filmes, teatro, música, entre inúmeras outras coisas, decorre desde a sua “reabertura”, com sucesso e com aderência por parte dos “Fafenses”. O Cine-Teatro proporciona espectáculos para todos os gostos, para todas as idades e simplesmente para quem aprecia arte. Deste modo basta adquirir os respectivos bilhetes  e desfrutar de um magnífico espectáculo.
 Para despertar o interesse dos curiosos e interessados, a cerca dos espectáculos decorrentes neste espaço onde se cultiva as artes e o gosto por estas, fica aqui o blog com toda informação necessária  http://teatrocinefafe.blogspot.com/.


                                                                                                            Andreia Oliveira, R1


Sem comentários:

Enviar um comentário