sábado, 27 de outubro de 2012

De lata em lata, a tradição continua!



A Festa das Latas- Imposição das insígnias é, já desde há largos anos, uma tradição de Coimbra.
E como manda a tradição, os caloiros são vestidos a rigor para desfilar ao longo de toda a Praça da República, tendo como destino o rio Mondego, culminando no batismo dos mesmos.
O cortejo da Festa das Latas já existe há muito tempo, e como contam os mais velhos, sempre ficou conhecido pelo barulho das latas que os caloiros levam, presas aos pés ou não. Neste dia, os padrinhos vestem os respetivos afilhados da maneira que querem, com a ajuda do “kit caloiro”, e levam-nos até ao rio Mondego, para que possam ser batizados com a “água benta”, ou seja, com a água gélida do rio.
Coimbra é uma cidade de sonho, tradição e ambição, sendo que, esta festa dos estudantes serve para integrar os novos alunos, tanto ao curso, aos colegas, como à própria cidade.
por: Liliana Pastor

O artigo está escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico


Caloiros acompanhados dos padrinhos
Caloira representa um pivô da televisão
A brincadeira e a animação perduram
Caloira do ISCAC (Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Coimbra) vestida de havaiana
A tradição manda os caloiros trincarem o nabo
Os alunos do 1º ano de Comunicação Social entraram dentro de água
As cantorias e os gritos de curso fazem furor
Os apitos exaltam a euforia e a diversão
Depois do banho no lago, segue-se o batismo no Mondego
Os batismos dos caloiros são feitos ao longo das plataformas que dão acesso ao Rio Mondego
Os caloiros estão na posição de "4", para que possam ser molhados
Os padrinhos batizam os afilhados, utilizando o penico (elemento pertencente ao "Kit caloiro")
Existe uma analogia entre a "água benta" e a água do Rio Mondego
A emoção está presente
A nostalgia e a felicidade são os sentimentos dominantes nos estudantes
Caloira batizada
Estudantes felizes, após batismo
A tradição dita que os estudantes do 2º ano, portadores do nabo durante o cortejo, lancem para o Mondego os restos da rama do nabo
 

Sem comentários:

Enviar um comentário