segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Receção ao Caloiro


Real Tertúlia Bubones

A Escola Superior de Educação de Coimbra esteve a semana em alvoroço. O ano letivo iniciou-se e, como tal, as atividades praxísticas reinaram e saudaram todos aqueles que nela pisam pela primeira vez. Não é portanto de estranhar que os caloiros, oriundos de todo o país, sintam o famoso “formigueiro” na barriga. É agora que iniciam uma nova jornada. O momento não podia ser mais empolgante. É que as Bestas Esequianas, designação atribuída pela Real Tertúlia Bubones, cumpriram uma vez mais, a tradição. Não se fizeram rogados, mantiveram a firmeza de outros tempos. A Cave foi o primeiro contacto destas “Bestas” com o espirito praxístico, que têm a principal função de integrar os novos alunos. Todavia, foi a convivência criada nesta última semana, que demonstrou certamente, o simbolismo que Coimbra carrega há décadas. Seguiram-se muitas outras praxes. Desde as danças, às músicas, aos jogos e às saídas noturnas, os novos estudantes conheceram a Cidade que os acolherá pelos próximos três anos. Toda esta festança culminou com o apadrinhamento. É um momento especial para o caloiro, que se sente batizado, e simultaneamente “ abraçado” pelos Doutores.

por: Márcia Alves

Sem comentários:

Enviar um comentário