domingo, 4 de novembro de 2012

Duas Gerações

Nasci em 1992, tenho hoje 20 anos, e durante estes anos presenciei a transição entre duas gerações de jovens completamente diferentes, a geração antes da internet e a geração depois da internet. Há uns anos os jovens passavam o seu tempo livre a fazer desporto, a jogar jogos simples como “escondidas“ “a apanhada”, e a noite era sinonimo de descanso para o que viria no dia a seguir. Hoje em dia é tudo diferente, o desporto e os jogos de rua foram trocados pela internet, com as redes sociais e jogos online, e a noite que antes servia para descansar, é agora a altura para os jovens se divertirem nas ruas até de manha. Não é que uma geração seja melhor ou pior que a outra, as duas tem aspectos positivos e outros negativos, por exemplo, no caso da geração anterior à internet, os jovens faziam mais exercício físico, não cansavam os olhos com horas a frente ao computador mas também não tinham tanta facilidade em obter conhecimento, tendo apenas os livros para ler, e na noite não tinham oportunidade para começar desde cedo a beber álcool ou a entrar no mundo das drogas, no entanto, também tinham uma vida social mais reduzida e fechada a novas experiências. Por outro lado, nos dias de hoje, os jovens conseguem facilmente saber tudo o que se passa no mundo, à distância de um clique, o que os leva a serem mais cultos, contudo existe um grande exagero no tempo passado a frente dos computadores, retirando os jovens de uma vida social fora de casa.


Na noite nota-se uma diferença mais significativa, hoje em dia a noite dos jovens é um mundo aparte, um mundo repleto de violência, sexo, drogas, álcool, e cada vez se vêem jovens mais novos e irresponsáveis nas ruas à noite. Lembro me de começar a fazer as minhas saídas a noite por volta dos 15 anos e beber álcool ainda mais tarde.

Hoje deparamo-nos com “crianças” de 12/13 anos completamente embriagadas, que alem disso são também fumadoras e muitas das vezes não só de tabaco, visto que é tao fácil aceder a uma dose de droga como a um copo de uma bebida alcoólica.

Além de uma mudança nos jovens, existe também uma mudança nos pais. Hoje são mais liberais do que eram há uns anos atrás, de uma forma tão exagerada que a situação chega a pontos críticos onde os pais não conseguem controlar os filhos, uns porque os seus filhos conseguem mudar as suas formas de pensar e ver as coisas, outros porque se tornam pais ainda novos e educam os filhos de uma forma já liberal, porque é esse o tipo de vida que levam. No entanto, a “velha guarda” de pais está a acabar, e cada vez existem menos pais que vêem a noite como um grande perigo para os filhos.

As saídas à noite acompanhadas de álcool, tabaco, drogas e violência acabam então por ser uma rotina na vida dos jovens de hoje em dia.


 por: Eduardo Fortunato

*Este artigo não está escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Sem comentários:

Enviar um comentário