sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

“Espero que a sala esteja esgotada”

Salvador Martinha, humorista português, está a percorrer o país para apresentar o seu espetáculo a solo Salvador ao Vivo. Em entrevista ao Posts de Pescada, o humorista explica porque é que a experiência em Coimbra irá ser diferente das que realizará noutros locais e confessa o desejo de actuar perante uma plateia esgotada, numa cidade preenchida por um público académico.

 
Posts de Pescada: Que tipo de espetáculo é que nos vai apresentar?
Salvador Martinha: Vamos apresentar um espetáculo único por duas grandes diferenças: primeiro quem fará a abertura do espetáculo serão dois humoristas de Coimbra – Rafael Videira e Rui Cruz – e quem fechará o espetáculo será uma tuna da cidade isto porque normalmente os humoristas gozam com as tunas e eu vou dar, no final do meu espetáculo, a oportunidade para as estas gozarem connosco humoristas. Outra diferença é que estes três comediantes mudaram-se uma semana antes do espetáculo para Coimbra de forma a promover espetáculo por toda a cidade. Andámos em todas as faculdades, fomos ao pólo um, dois e três, fomos ao Dolce Vita e tivemos a gravar sketchs nas monumentais e a fazer vídeo e fotografia por toda esta cidade. É um trabalho de excelência.

P.P.: Que tipo de público é que procura?
S.M.: Procuro unicamente as pessoas de Coimbra, o público de daqui. Esta é a segunda vez que venho cá, já actuei aqui anteriormente e adorei. Além disso, não preciso de mudar o meu registo nesta cidade, porque ele é o registo próprio de Coimbra.

P.P: Que feedback espera por parte desse mesmo público?
S.M.: Espero que a sala esteja esgotada. À medida que ando pela cidade vejo que ainda há muita gente que não sabe do espetáculo e por isso é que, justamente, estou cá. Acho que ele merece esgotar não só pelo seu conceito, mas também pelo trabalho e energia que estamos a pôr nesta actuação.

P.P.: Que outros projectos é que os três têm em mente?
S.M.: O Rafael Videira e o Rui Cruz têm um grupo chamado Aristocratas no qual trabalham. É um grupo de humor muito interessante de seguir até porque três dos seus elementos são de Coimbra – para além do Rui e do Rafael também o Jorge Geraldo faz parte do projecto. Convido desde já toda a gente para ir ver a página deles no facebook e a seguir os seus twitters. Depois de estar aqui na cidade, eu irei actuar a solo pelo país com o Salvador ao Vivo, esperando que as outras localidades por onde passarei adiram todas ao meu espetáculo.

Estrevista áudio: https://soundcloud.com/ritalourencomendes/salvador-martinha-no-tagv

por: Maria Ferreira e Rita Mendes
 
*Este artigo não está escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico 

Sem comentários:

Enviar um comentário