terça-feira, 15 de janeiro de 2013

“O nosso objectivo é crescer sempre o mais possível”


Após a presença da atleta Beatriz Gomes, em duas finais olímpicas na modalidade de canoagem nos Jogos Olímpicos 2012 em Londres, o Clube Fluvial de Coimbra (CFC) não tem mãos a medir para tanta procura por parte de jovens inspirados.

O CFC teve o seu nascimento em 1989 e o seu crescimento tem sido notório, assumindo já um lugar de destaque a nível canoístico nacional e internacional e é o único em Coimbra que pratica a modalidade.

Em conversa com André Coelho, um dos treinadores no Clube Fluvial de Coimbra, o Posts de Pescada quis saber mais sobre o CFC e sobre os objectivos do mesmo para o próximo ano.


PP - O facto de Beatriz Gomes ter estado em duas finais olímpicas trouxe mais visibilidade para o clube?
AC - Sem dúvida que veio melhorar a imagem do clube e da cidade de Coimbra.

PP - A procura tem sindo muito por parte dos jovens?
AC - Sim, temos tido muita gente mesmo, cerca de 70 pessoas, quase diariamente e muitas delas iniciaram pela prestação de Beatriz Gomes nos Jogos Olímpicos.

PP - A nível de competições nacionais, quando é que o Clube inicia?
AC - O Clube arranca forte ali entre Março e Agosto.

PP - Quais foram os objectivos para essas competições no Clube no passado ano?
AC - Este ano obtivemos melhores resultados na prova torneios abertos que é a prova onde apenas competem as camadas jovens e obtivemos o 4º lugar a nível nacional.

PP - Esperam melhorar esse lugar este ano?
AC - Como é obvio o nosso objectivo é crescer sempre o mais possível. No ano passado obtivemos alguns bons resultados. Este ano, num ano e pouco de trabalho melhoramos já bastante portanto é continuar a melhorar.

PP - O objectivo é o pódio?
AC - Sim, sim, sempre.

PP - Quais são os problemas e dificuldades que o clube tem enfrentado?
AC - A nível de dificuldades é a falta de apoios, como é óbvio. Temos tentado superar isso através de alguma mobilização das pessoas, temos tido dificuldades com os apoios e principalmente com o espaço. Neste momento estamos muito limitados e tem-nos custado aceitar novas pessoas porque já temos muito pouco espaço para as 70 pessoas que temos neste momento.

PP - É um clube então, com cada vez mais crescimento?
AC - Em crescimento e com falta, neste momento, de espaço para desenvolver essa prática.

PP - Referiu a falta de apoios anteriormente. A Câmara de Municipal de Coimbra tem prestado o devido apoio?
AC - Da Câmara de Coimbra temos tido apoio mas como é óbvio na altura em que estamos os apoios tem sido cada vez menos, temos que nos gerir a partir das fidelizações. A Câmara de Coimbra não deixa de nos apoiar nos gastos energéticos de luz e água.

PP - Considera que a canoagem deveria receber mais apoio por parte do Estado?
AC - Sim, se o clube com pouco conseguiu obter esse resultado, imaginemos com mais apoio. Espero que esse resultado tenha demonstrado que a modalidade tem muito potencial em Portugal. Temos muito boas condições climatéricas para a prática deste desporto que ainda é pouco divulgado.

por: Patricia Gouveia

*Este artigo está escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico   

Sem comentários:

Enviar um comentário