sábado, 8 de dezembro de 2012

"Quebra-Costas", o beco atrativo de Coimbra

Quem se lembra das loiças Bordalo Pinheiro, dos cadernos Emílio Braga ou até mesmo dos sabonetes Ach Brito? Todos estes produtos, outrora, comercializados um pouco por todo o nosso país, continuam nos dias de hoje a ser vendidos nas pequenas lojas de comércio tradicional nas ruas do Quebra-Costas, na cidade de Coimbra. Este local que aviva a memória dos conimbricenses faz a ligação da Baixa da Cidade de Coimbra à “Alta dos Estudantes”. Aqui podemos encontrar alguns monumentos como a Sé Velha e a Universidade de Coimbra, o Arco d’Almedina, e ainda a casa de Fados, “Fado ao Centro”. O Quebra-Costas são as lojas de artesanato e até mesmo o Bar Quebra-Costas, um espaço acolhedor que opta pelo jazz e a música alternativa, criando assim um ambiente propício a conversas entre amigos, reuniões e até mesmo convívios de ex-estudantes da cidade. É neste espaço que, regularmente, são feitas exposições de pintura e de fotografia. 

por: Ana Beatriz Oliveira, Sofia Ferreira e Catarina Parrinha 

Comercio tradicional dirigido a turistas.
Mensagens citadinas nas paredes
"As escadas"
"Fado ao centro", a maior atração
Canteiros de plantas invulgares
Graffiti numa loja de musica.
"Arco da Almedina".
"Sala Arte a Parte",café peculiar da zona.
A decoração com artigos reciclados
Pormenor da decoração da "Sala Arte a Parte".
"Quebra-Costas" ao anoitecer.

Sem comentários:

Enviar um comentário